Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias. E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que quando vier e bater, logo possam abrir-lhe.

Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o senhor vier achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá e os fará assentar à mesa e chegando-se os servirá. E, se vier na segunda vigília, e se vier na terceira vigília, e os achar assim, bem-aventurados são os tais servos.

Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora haveria de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Portanto, estai vós também apercebidos: porque virá o Filho do Homem à hora que não imaginas.

E disse-lhe Pedro: Senhor, dizes essa parábola a nós ou também a todos? E disse o Senhor: Qual é, pois, o mordomo fiel e prudente, a quem o senhor pôs sobre os seus servos, para lhes dar a tempo a ração? Bem-aventurado aquele servo a quem o senhor, quando vier achar fazendo assim.

Em verdade vos digo que sobre todos os seus bens o porá. Mas, se aquele servo disser em seu coração: O meu senhor tarda em vir, e começar a espancar os criados e crianças, e a comer e a beber e a embriagar-se. Virá o senhor daquele servo no dia em que o não espera, e numa hora que ele não sabe, e separá-lo-á e lhe dará a sua parte com os infiéis.

E o servo que soube a vontade do seu senhor e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade será castigado com muitos açoites. Mas o que a não soube e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, a ao que muito se lhe confiar, muito mais se lhe pedirá.

Jesus
Evangelho de Lucas cap. 12 vers. 35-48



Deixe o seu comentário