- Gritar com as pessoas;
– Criticar tudo o que puder;
– Não reconhecer nunca um trabalho bem feito;
– Demonstrar em todos os momentos que sabe (ego);
– Prometer e não cumprir;
– Ser centralizador;
– Não se preocupar com as pessoas;
– Não entender os problemas dos outros: os seus são sempre mais urgentes!

Eduardo Botelho


Deixe o seu comentário