Nosso estômago, de certa forma, é mais inteligente que nosso cérebro. Se alimentarmos o estômago com comida estragada ele não a digerirá, mas a mandará de volta pelo mesmo caminho, não permitindo que entre em nossa corrente sangüí­nea. O cérebro, no entanto, não é tão inteligente; aceitará e processará todo e qualquer pensamento que ali entrar, não importa se é bom ou mau para nós.
Sendo assim, precisamos empregar algumas técnicas conscientes para nos ajudar a diferenciar entre pensamentos que são bons e benéficos í nossa saúde mental e espiritual, e aqueles que são venenosos e destrutivos.
Quando um pensamento entra em sua mente, antes de “engolir” e começar a “digeri-lo”, deixe-o ali e examine-o por um instante.
Pratique regularmente esta técnica, e seu cérebro terminará ficando tão inteligente quanto seu estômago, atirando fora qualquer pensamento prejudicial que somente o fará infeliz e fraco.



Deixe o seu comentário



1 Comentário para “Digestão Cerebral”

  1. antonio martins pinheiro Diz:

    Gostei do texto,é muito criativo.